domingo, 20 de novembro de 2011

Prometo a mim mesmo nunca mais ouvir, nunca mais ter a ti tão mentirosamente próximo, e escapo brusco para que percebas que mal suporto a tua presença

Nenhum comentário:

Postar um comentário