sábado, 11 de junho de 2011


Sim, eu sinto saudade. Saudade do seu cheiro, saudade do seu toque; saudade do apenas soar da sua voz; Se eu pudesse fazer o tempo voltar, com certeza eu voltaria nos momentos em que você estava comigo, e apetaria pause. Pois agora que tudo passou, eu vejo que cada segundo que passei com você não foi o suficiente para eu te dizer tudo o que eu queria, não foi suficiente para eu te dar todos os beijos que gostaria. Agora o que restou no seu lugar foi a saudade, e sinceramente eu não gosto de sua companhia.

A saudade de você aumenta a cada segundo, me corrompe a cada milésimo. E eu não posso acabar com essa dor se você não voltar para perto de mim. Cada minuto longe de você parece mil anos, e se continuar desse jeito, minha vida acabará antes do previsto. Quando eu olho para trás, meu coração aperta só de pensar que já fui feliz com você e não sabia. A saudade é minha única companhia agora, e espero que não seja para sempre.

Não me deixe sentir saudade de você, pois esse é um dos poucos sentimentos que eu não quero sentir. Então lhe peço que nunca me deixe, que nunca deixe uma cicatriz no meu coração, pois esses são os motivos que me fariam não ter forças para viver, por saudade de você.

(..) E de repente me bate uma saudade de você e não consigo fexar meus olhos. Não quero sonhar, porque a cada vez que sonho com você, quando acordo, a realidade me dói. Não tenho vontade de abrir meus olhos quando os fexo, então, se você puder, gostaria que nao ‘fugisse’ quando eu os abrisse. (..) E assim como você disse, você me ama, mas assim como eu digo…

A saudade está do meu lado agora. Deis de que você se foi, eu só consigo a companhia dela. E ela não me agrada, não me faz feliz como você me fazia. Eu quero que ela saia de perto de mim. E a única forma de isso acontecer é você voltar e ocupar o seu lugar.

A saudade me domina; eis me aqui a escrever um texto que talvez chegue aos seus ouvidos, ou nem isso, pois não sei onde estás; sua presença já não me acompanha mais, o seu coração já não é mais meu. Sinto-lhe dizer isso, se não quiser minha companhia, pois então mate a minha saudade. Eu não quero viver com ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário